Tupynambás joga mal e é derrotado no Mário Helênio

Foto: Antônio Neto

O primeiro tempo foi muito abaixo do esperado, muitas disputas de bola, mas praticamente nenhuma chance de gol, os dois goleiros praticamente assistiram a partida. As duas equipes se concentraram principalmente no meio campo, o Baeta tentava as investidas pelas pontas com Igor Soares e Ygor, mas na maioria das vezes, ambos estavam isolados e não conseguiam dar continuidade nas jogadas. O Nacional por sua vez, buscava as infiltrações, mas também sem sucesso.

Já no segundo tempo muitas emoções. Em menos de 20’, a partida já havia tido mais emoção que em todo primeiro tempo. As duas equipes passaram a criar maiores chances de gols e aos 15’, a grande chance do jogo, e foi a favor do Baeta. Após bate-rebate na área, a bola sobrou limpa para Marcelo Brandão, dentro da pequena área, mas o meia finalizou fraco para boa defesa de João Vitor, o Baeta acabaria pagando caro pela chance perdida. Aos 18’, foi a vez de Igor Rayan trabalhar bem após forte finalização de Alexandre. Aos 22’, novamente Igor Rayan salva a meta vermelha e branca ao sair nos pés do atacante do NAC. O técnico Lúdyo Santos, precisando da vitória a qualquer custo colocou a equipe para frente, mas no contra-ataque acabou surpreendido. Em dói lances o NAC matou o jogo, aos 29’ com João Willian e aos 40’ com Iran. Já no final da partida, o árbitro Ronei Cândido assinalou pênalti para o Baeta. Ademilson cobrou com perfeição e marcou o gol de honra do Tupynambás. Final, 2 a 1 Nacional e o Baeta amarga a terceira derrota seguida no Hexagonal.

O próximo compromisso do Baeta será na quarta-feira, dia 19/04, às 20h, frente o Boa Esporte, do goleiro Bruno ex-Flamengo, novamente em Juiz de Fora.

FICHA TÉCNICA

Tupynambás 1 x 2 Nacional de Muriaé

Tupynambás: Igor Rayan; Pedro, Washington, Arlan e Tony; Marcus Pinguim (Gustavo), Luisão (Igor Balotelli), Marcelo Brandão e Ygor; Igor Soares (Assis) e Ademilson. Técnico: Lúdyo Santos

Nacional: Paulo Vitor; Felipe, Marcus Vinicius, Miller e Wanderson; Elder, Lucas Hulk, Aurélio e João Willian (Iury), Thiago Marin (Iran) e Marcelo Régis (Alexandre).  Técnico: Gérson Evaristo

Gols: Ademilson (49’ 2ºT) Tupynambás; João Willian (29’ 2ºT) Iran (40’ 2ºT) Nacional

Cartões amarelos: Iran e Wanderson (Nacional)

Cartões vermelhos: Nenhum

3ª rodada do Hexagonal Final do Módulo II do Campeonato Mineiro 2017

Local: Estádio Municipal Radialista Mário Helênio (Juiz de Fora)

Data: 15/04/2017

Horário: 16h

Público: 129 pagantes | 450 presentes | R$1820,00 renda

Árbitro: Ronei Cândido Alves (CBF)

Assistentes: Marcelo Francisco dos Reis (FMF/Esp2) e Marcyano da Silva Vicente (FMF)

Para um Baeta cada vez mais forte e competitivo dentro e fora de campo, precisamos da força do nosso torcedor! Seja Sócio-Torcedor do Tupynambás, ganhe uma série de vantagens e ainda contribui para o fortalecimento do clube! Clique e sinta o orgulho de ser um Leão do Baeta!

(Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Tupynambás Futebol Clube como a fonte da informação).

Compartilhe