NOTA DE REPÚDIO

O Tupynambás Futebol Clube, de Juiz de Fora, agremiação com 105 anos de fundação, recentemente campeão do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, vem, através desta, demonstrar sua total indignação e repúdio aos lamentáveis acontecimentos proferidos pelo trio de arbitragem, principalmente pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro e o assistente Márcio Eustáquio Sousa Santiago, que erraram de maneira absurda na marcação do escanteio que originou o segundo gol do Uberaba Sport Club, gol este totalmente duvidoso, inclusive sendo marcado impedimento pelo assistente que, imediatamente, abaixou a bandeira.

O Tupynambás solicita o afastamento do árbitro e do assistente dos sorteios dos jogos do clube durante o Hexagonal final do Módulo II 2017. É importante ressaltar que o Tupynambás Futebol Clube é sabedor de todas as dificuldades e apoia totalmente o trabalho realizado pela Comissão de Arbitragem da Federação, contudo, tendo em vista os erros absurdos cometidos na partida de ontem, exigimos uma posição oficial da Federação Mineira de Futebol, pois foram erros que influenciaram diretamente no resultado do jogo.

Lembramos que erros desta natureza causam prejuízos financeiros e técnico ao clube, que vem lutando de maneira digna e profissional desde o seu retorno ao futebol em 2016. Por fim, reiteramos nosso apoio à renovação do quadro de arbitragem e elogiamos todos os esforços da Federação Mineira de Futebol pelo trabalho de desenvolvimento e fortalecimento do futebol de Minas Gerais.

Abaixo os lances que influenciaram no resultado da partida:

Lance do escanteio marcado de forma bizarra que acabou originando o segundo gol do Uberaba.

Na sequência, na cobrança do escanteio, o gol marcado em impedimento pelo atacante do Uberaba.

Juiz de Fora, 13 de abril de 2017.

Compartilhe